terça-feira, 2 de março de 2010

Brasil e Irlanda: último teste antes da Copa.

A partida desta terça-feira entre Brasil e Irlanda, em Londres, às 17h (de Brasília) será a última oficial da Seleção antes da estreia na Copa do Mundo da África do Sul. Para alguns, a briga por uma vaga entre os 23 que vão ao Mundial é a missão da vez. Por outro lado, há aqueles que têm a chance de garantir um lugar na equipe principal de Dunga.
 
Adriano ganhou uma chance de ouro para o jogo desta terça-feira. Com Luis Fabiano cortado por causa de um estiramento muscular no peito, o Imperador formará a dupla de ataque brazuca com Robinho.
 
A missão do atacante do Fla, no entanto, é espinhosa: desbancar ninguém menos do que Luis Fabiano, artilheiro da Era Dunga no Brasil com 19 gols marcados. Robinho preferiu não comprar a briga de ninguém. Para ele, a Seleção está bem servida. Além de Adriano, Grafite e Nilmar esperam por uma chance no amistoso contra a Irlanda.
 
- Qualquer dupla é boa, dá para jogar com qualquer um. Só dependemos da escolha do Dunga - esquivou-se o jogador do Santos.
 
Se no ataque o clima está quente por uma vaga, na lateral esquerda a história não é diferente. Após dois anos, Dunga convocou Gilberto, do Cruzeiro, mas deve entrar com Michel Bastos, do Lyon, como titular. O cruzeirense, no entanto, confia que pode estar na África do Sul.
 
- O Dunga está dando oportunidades a vários jogadores. A esperança sempre existe. Essa chance apareceu e vou tentar fazer o melhor para garantir um lugar na Copa - disse.
 
Esta pode ser a última chamada do expresso brazuca para o Mundial. Alguns jogadores ainda enxergam a esperança no verde da Irlanda.
 
FICHA TÉCNICA
 
BRASIL x IRLANDA

Local: Emirates Stadium, Londres, Inglaterra

Data e hora: 2 de março de 2010, às 17h (de Brasília)

Árbitro: Mike Dean (Inglaterra)

BRASIL: Julio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Ramires e Kaká; Robinho e Adriano.

Técnico: Dunga
 
IRLANDA: Given, Kelly, McShane, St. Ledger e Kilbane; Lawrence, Whelan, Andrews e Duff; Best (Keane) e Doyle

Técnico: Giovanni Trapattoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário